FTC files Microsoft

A FTC acusou a Microsoft de dar pormenores enganadores sobre os seus planos após a fusão com a Activision Blizzard, especialmente tendo em conta as recentes reduções de postos de trabalho.

A Federal Trade Commission (FTC) funciona como uma agência independente do governo dos Estados Unidos, sendo as suas principais responsabilidades a aplicação das leis civis antitrust e a promoção da proteção dos consumidores. A FTC, em colaboração com a Divisão Antitrust do Departamento de Justiça, partilha o dever de defender a regulamentação federal antitrust

9 de fevereiro de 2024Num acontecimento recente que causou impacto na indústria dos jogos, a Federal Trade Commission (FTC) apresentou uma queixa formal contra a gigante tecnológica Microsoft. A queixa centra-se no rescaldo da aquisição da Activision Blizzard pela Microsoft, centrando-se particularmente nos despedimentos substanciais que ocorreram na divisão Xbox.

Acusações da FTC

A FTC acusou a Microsoft de fazer declarações enganosas relativamente às suas intenções para as operações da Activision Blizzard após a fusão. Esta acusação surge na sequência da decisão da Microsoft de despedir cerca de 1.900 funcionários da sua divisão de jogos, que agora engloba a Activision Blizzard. A queixa da FTC sublinha a inconsistência entre os compromissos anteriores da Microsoft perante o tribunal, que sugeriam que a Activision Blizzard manteria a sua independência, e os recentes cortes de postos de trabalho.

Implicações para a fusão

As preocupações da FTC não se limitam aos despedimentos em si. A entidade reguladora está também apreensiva quanto ao potencial impacto que estas reduções de postos de trabalho poderão ter na dinâmica concorrencial da indústria do jogo. A FTC continua a contestar a fusão por razões antitrust, manifestando o receio de que o negócio de 69 mil milhões de dólares possa suprimir a concorrência. Se a contestação da FTC prevalecer, poderá resultar em várias consequências, incluindo a possível alienação de partes da Activision Blizzard ou a suspensão total da fusão.

Defesa da Microsoft

Em resposta às alegações da FTC, a Microsoft defendeu a sua decisão, atribuindo os despedimentos a tendências mais amplas da indústria e a planos pré-existentes na Activision Blizzard. A empresa também citou alterações à estrutura do acordo impostas pela Autoridade da Concorrência e dos Mercados do Reino Unido, nomeadamente no que respeita aos direitos de transmissão em nuvem nos EUA. Para além disso, a Microsoft destacou o seu acordo com a Sony para continuar a oferecer a popular série Call of Duty na PlayStation, com termos que são alegadamente mais favoráveis do que os acordos anteriores da Sony.

Impacto mais vasto na indústria dos jogos

A atual disputa entre a FTC e a Microsoft é um momento crucial naquela que é uma das maiores aquisições na história dos videojogos. Destaca a intrincada relação entre as grandes fusões empresariais, a supervisão regulamentar e as promessas feitas pelas empresas durante o processo de análise das fusões. A resolução deste conflito pode criar um precedente com efeitos de grande alcance sobre a forma como as futuras fusões e aquisições são conduzidas e regulamentadas na indústria dos jogos e não só.

Leave a comment